Desafios da Gestão de Preços no Ponto De Venda (PDV)

A gestão de preços oferece desafios únicos no ponto de venda

Um dos principais desafios da área de Marketing é definir a elasticidade de preço dos produtos frente à concorrência relevante, definir quais canais de vendas melhor atendem os hábitos de consumo de seus consumidores, e por meio de quais canais se cria o posicionamento de preço do produto no mercado.

Complexidades da inteligência de mercado

A área de Inteligência de Mercado, entretanto, busca entender como os canais de venda consideram custo, tributos e margem na definição de preços e como posicioná-los frente aos concorrentes, nas gôndolas. A partir daí, o desafio passa a ser desenhar uma política comercial que organize o preço de venda aos diversos canais atendidos pela empresa (Channel Pricing), direta ou indiretamente, de forma a minimizar a “disputa” comercial entre eles e buscar que o preço se mantenha dentro dos parâmetros definidos pela estratégia de marketing de cada categoria de produtos e/ou marcas, em consonância com a estratégia de Go-to-Market da área comercial.

A complexidade do sistema tributário com diferentes regimes (MEI, Simples Nacional, Lucro Presumido, Lucro Real), com inúmeras regras, exceções e liminares de alguns clientes, além das diferentes estratégias de precificação de cada varejista requer um esforço constante de aferição de todos os parâmetros utilizados no Channel Pricing.

É necessário o envolvimento das equipes de venda e merchandising

Esse esforço conjunto se complementa com a contribuição inestimável das equipes de vendas / merchandising alertando sobre eventuais distorções dos preços planejados.

Portanto, esse é, por definição, um processo multidisciplinar que requer visibilidade e coordenação no processamento de grandes quantidades de dados e com alta capacidade de simulação de cenários para tomada de decisões rápidas e economicamente viáveis.

Como podemos ajudar

Nossos clientes têm nos desafiado a criar soluções de Revenue Management que: facilmente se integrem aos seus ERP’s; permitam o monitoramento de preços no Mercado em sincronia com os principais provedores de informação; possam ser acessadas/interpretadas por todos os agentes do processo comercial dentro de suas capacidades; e, que acomodem toda a complexidade tributária do país e os acordos contratuais que influenciam a precificação do varejo. E, quando houver discrepâncias que contribuam para organizar as ações corretivas dentro dos limites de rentabilidade/equidade dos Canais. Para além da Gestão Diária de Preços, que também permitam o planejamento de receita líquida para vários cenários e planos de negócio.

Veja aqui como a Netpartners pode ajudar sua empresa a superar os desafios da gestão de preços no ponto de venda.